Roteiro (nada turístico) do Porto!

Porto
Porto

Os portuenses ou tripeiros adoram a sua cidade! São uns orgulhosos natos por terem nascido, segundo eles, na melhor cidade do mundo!

Se quiser ver um tripeiro irritado, diga-lhe que a melhor francesinha que comeu foi em Lisboa e que prefere Lisboa ao Porto… Por outro lado, não vai encontrar pessoas mais simpáticas e hospitaleiras, sempre prontas a ajudá-lo do que na Invicta! Ah, e não se esqueça, um dia típico de um portuense tem de incluir comida, uns finos (cerveja) e ótimas conversas com amigos numa esplanada.

Passeie pelo Porto como um local:

1- Depois de um pequeno-almoço reforçado, vá até ao Mercado do Bolhão. Mesmo ao lado encontra a Rua de Santa Catarina, desça-a e conheça as lojinhas de rua, cada vez mais raras na cidade invicta.

2- Só depois de comer uma francesinha é que pode dizer oficialmente que esteve no Porto. Bem perto encontra o Café Santiago, que por muitos é considerado o melhor restaurante para provar este prato portuense.

3- É altura de fazer a digestão, nada melhor que um passeio a pé. Desça em direção à Ribeira, mas faça um pequeno desvio até à Rua das Flores, onde vai encontrar arte urbana disfarçada nas caixas de eletricidade ao longo de toda a rua. Na Ribeira conheça o mercadinho de rua com antiguidades e peças únicas de artesanato.

4- A tarde está a acabar, mas ainda tem tempo para ir até à Foz desfrutar do fim de tarde. peça uma sangria bem fresca (sugestão: Esplanada da Praia da Luz) e desfrute de um pôr-do-sol único.

5- Portugal tem dos melhores restaurantes de peixe do mundo. No Porto, a melhor zona para comer peixe grelhado é em Matosinhos, onde todos os pratos são confecionados na rua. Encontra uma grande diversidade de restaurantes, difícil é escolher!

6- À noite, aproveite para ir beber uma refrescante caipirinha no Edifício Transparente. E se ainda aguentar, entre na discoteca “Kasa da Praia” e dance até que os pés lhe doam!

Curiosidade

Sabe porque chamam aos Portuenses, “Tripeiros”?

Em 1415, a população do Porto ofereceu, à expedição que partiu para conquistar Ceuta, toda a carne que tinha disponível, ficando apenas com as tripas. Com elas criaram um prato que, ainda hoje é típico no porto “Tripas à moda do Porto”, daí os naturais do Porto terem ganho a alcunha de “tripeiros”.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.